Responsabilidade sobre o conteúdo das matérias Energia

Rio Grande do Sul BR - 20/03/2017

No RS Energia Solar também é alternativa no meio rural

* Texto: Carina Venzo Cavalheiro e Cleuza Brutti/Ascom Emater/RS-Ascar - Regional de Soledade em 20/03/2017

Algumas das possibilidades de aproveitamento da energia fotovoltaica serão apresentadas pela, Emater, conveniada da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), na Expoagro 2017, de 21 a 23 de março. Os recursos naturais estão sendo, cada vez mais, aproveitados em benefício da gestão econômica e ambiental nos estabelecimentos rurais, de forma sustentável, e têm sido alternativa para muitos agricultores, nas diferentes atividades realizadas em suas unidades de produção familiar.

O sistema de energia fotovoltaica, cuja fonte é a energia solar, é 100% limpo e oferece benefícios econômicos, ambientais e sociais, como o alívio do sistema elétrico e a redução nas quedas de energia e nos gastos dos agricultores com energia elétrica, além de ser uma fonte natural de energia.
Existem dois sistemas: o Autônomo e o Conectado, e ambos podem ser instalados nos estabelecimentos rurais. O Sistema Autônomo utiliza baterias para o armazenamento da energia gerada pela luz do sol, que pode ser usada para bombear água ou alimentar sistema de resfriamento de leite durante as quedas de energia, por exemplo.

Já o Sistema Conectado é ligado na rede elétrica. Nesse caso, é realizada a troca do relógio de leitura convencional e gerado um relatório da energia que entra e sai da rede elétrica da propriedade. Nos meses em que a geração de energia elétrica é maior do que o consumo na propriedade, o sistema injeta o excedente na rede da concessionaria. Nos meses em que o consumo é maior do que a geração, o sistema retira energia elétrica da rede da concessionária, desde que isto aconteça num período máximo de 60 meses. Desta forma, o produtor terá a redução no valor da conta de energia elétrica, além da possibilidade de melhorar a qualidade da energia disponibilizada na localidade onde reside.
Para instalar os sistemas é preciso estar atento a algumas especificidades, como local com boa insolação para o lado norte e sem arborização próxima para que a luz solar possa atingir as placas.

O Sistema de Energia Fotovoltaica pode ser financiado a juros subsidiados pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), numa linha denominada Pronaf ECO. No Rio Grande do Sul pode ser financiado pelo Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento dos Pequenos Estabelecimentos Rurais (Feaper). Para tanto, o agricultor precisa de um projeto técnico elaborado por uma empresa regulamentada na área e, na sequência, a Emater faz o projeto de crédito.
Agricultor já colhe os resultados

A conta de luz ficou um pouco mais barata em Tiradentes do Sul, na casa da família Zimmermann. Em um período de um pouco mais de um mês da instalação de um aquecedor solar, o casal Gilvane e André Zimmermann registrou, no mês de junho de 2016, uma economia de R$ 40 na conta de luz.
A Emater auxiliou a família na elaboração do projeto de crédito, no qual os agricultores solicitavam financiamento de 80% ao Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento dos Pequenos Estabelecimentos Rurais (Feaper), dirigido pela Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR). O valor do investimento se aproxima de R$ 2.500. A família aproveita a água quente no chuveiro de casa e na sala de ordenhar as vacas, onde a água quente é extremamente importante para higienizar os equipamentos. Diariamente, 18 vacas passam pela sala de ordenha dos Zimmermann. O leite é a principal fonte de renda do casal e suas duas filhas.
Na Expoagro

Um modelo de Sistema Conectado de geração de energia, formado por placas geradoras de energia, inversor de energia e controlador de carga, ligados a uma bomba d’água de 12 volts que movimentará a irrigação da horta entre a cisterna e uma caixa d’água, além de cercas elétricas fotovoltaicas estarão disponíveis na parcela temática de Energia Fotovoltaica, nas unidades temáticas de Bovinocultura de Leite e Ovinocultura. Na parcela de Piscicultura será instalado um alimentador fotovoltáico. A parcela temática é uma parceria da Emater com a empresa Gazima Material Elétrico, de Santa Cruz do Sul.
* Edição: Denise Camargo/Secom RS


Voltar Mais Energia...


Editora do site: Vital Comunicações - WhatsApp e Fone OI (51) 98406-0092 e-Mail: juarez@owicki.com.br