Responsabilidade sobre o conteúdo das matérias Nossos Poetas


Pai

João Gilnei Souza de Borba

Pai do amor e do sorriso
Pai da dor e do improviso
Mantenedor do sustento
Sustentador do momento.

Anfitrião da certeza
Põe o pão na minha mesa
Fez a vida do meu ser
O que mais eu quero ter?

Pai do olhar, das palavras
Senhor da língua, sem travas
Irmão do “assíduo trabalho”
Em manhãs tão frias de orvalho

Meu pai, que orgulho em revê-lo
Meu criador, ao vivo, em pelo
Seqüência do senhor, sou eu, com zelo
Pois és a seqüência de Deus!!
Voltar Mais Nossos Poetas...


Editora do site: Vital Comunicações - WhatsApp e Fone OI (51) 98406-0092 e-Mail: juarez@owicki.com.br