Responsabilidade sobre o conteúdo das matérias Nossos Poetas


Carências

Amaro Flores Castilhos

Tenho fome de solidão
no desconforto da multidão
que come as orelhas.

Me falta o mar da madrugada
o diálogo das almas
a paz das alcovas.

Sinto vontades de silêncio
sinto carências de Deus
sinto saudades de mim.

De vez em quando espio a noite
calma e distante de meu corpo
aportando em outro corpo.

Tenho fomes de solidão
vontades de prosear estrelas
com meu amigo coração...

Do livro de Amaro: Meandros do coração
Voltar Mais Nossos Poetas...


Editora do site: Vital Comunicações - WhatsApp e Fone OI (51) 98406-0092 e-Mail: juarez@owicki.com.br